A expectativa de produção no Concurso Leiteiro da 38º Expojipa foi superada com produção média de 2 mil litros de leite, bem mais que a produção registrada no mesmo período do ano passado.  A edição desse ano reúne 18 produtores de sete cidades que compõem o Território Central da Cidadania. Eles competem em três categorias: vaca e novilha da produção familiar e categoria aberta.

O produtor rural Antônio Batista, morador da Gleba G na linha Gasoli, sempre participou dos concursos produzidos pela Associação Rural de Rondônia (ARR) e Emater. Segundo ele, ações como essa, estimulam a produção regional.  “É uma satisfação grande participar do concurso leiteiro de Ji-Paraná. Nos últimos anos a produção melhorou muito. Há 10 anos atrás, as vacas campeãs produziam 10 quilos de leite, hoje estamos com 50, evoluímos muito”, destacou Antônio Batista, produtor rural.

A produção de leite em Rondônia é destaque no cenário Nacional, afinal o Estado ocupa a oitava posição no ranking com produção média 2,5 milhões de litros por dia. Trata-se de um crescimento atribuído a fatores como investimentos em melhoria genética e assistência técnica da Emater.

“Graça a Deus, o Concurso Leiteiro iniciou com toda a força, e já superando as expectativas em relação a produção do ano passado. Os investimentos no rebanho com genética de qualidade fizeram toda a diferença.  Estamos trabalhando em média com 720 quilos de leite por cada ordenha. Devemos ter aqui 1.400 litros de leite diário, resultado da soma de esforços desses produtores”, disse Amâncio Estevão, supervisor da Emater.

A premiação do Concurso Leiteiro é de R$ 24 mil reais, sendo oito mil para cada categoria, divididos da seguinte forma: R$ 4.000 para Campeão, R$ 2.000 para o segundo colocado, R$ 1 mil para o terceiro, R$ 600 para quarto e R$ 400.  Todo leite retirado, após o concurso será doado a entidades assistências.


“A capacidade industrial instalada em Rondônia é suficiente para receber o leite produzido e, inclusive, atender satisfatoriamente aos picos de produção. Atualmente, os laticínios recebem diariamente a média de 1,9 a 2,3 milhões de litros de leite, conforme o período do ano. Entre as empresas com SIF, duas possuem 10 indústrias de laticínios e processam 60% do leite, aproximadamente. O restante do leite é dividido entre as 27 demais empresas”, afirmou Sérgio Ferreira, presidente da Associação Rural de Rondônia.

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here