Chuvas não dão trégua, rios enchem e Pimenta Bueno decreta estado de emergência

Os rios Pimenta Bueno e Barão de Melgaço, que contornam a cidade, subiram muito. Mais de 500 pessoas são atingidas e 70 já estão desabrigadas

0
82

A Defesa Civil do município de Pimenta Bueno decretou nesta quinta-feira (16) situação de emergência por conta dos prejuízos causados pela cheia dos rios Pimenta Bueno e Barão de Melgaço. Desde a última segunda-feira (13) o nível destes rios que contornam a cidade vêm subindo e alagando centenas de casas. O bairro mais atingindo é o Jardim das Oliveiras.

De acordo com a Defesa Civil do município, a cheia já deixou quase 500 pessoas desalojadas e 70 desabrigadas. Algumas famílias foram levadas para uma igreja. É o caso de Letícia da Silva, que conseguiu sair de casa com os dois filhos pequenos antes da enchente. “Fiquei com medo porque tem riscos de doença. Meu marido foi para o mato e eu estava sozinha em casa. Minha irmã também resolveu vir para o abrigo, então não quis ficar em casa não”, contou a dona de casa.

O agricultor Narciso Pereira Garcia também não quis arriscar ficar na sua residência e buscou ajuda no abrigo. Pela terceira vez o agricultor teve a casa atingida pela cheia. “Eu sai um dia antes e quando foi no outro dia já tinha alagado tudo”, disse. Acadêmicos de enfermagem de uma faculdade do município também estão prestando auxílio às famílias dando orientações de saúde, principalmente sobre a importância da higienização dos móveis e objetos contaminados pela água.

“Nessa água vem vários tipos de doenças. Então, eles devem já ir limpando a casa e tomando cuidado com os alimentos. O ideal, na verdade, é que não reutilizem esses alimentos e o mais importante: é preciso tomar muito cuidado com a água que bebem”, alerta a acadêmica de enfermagem Cidinéia dos Santos.

500 PESSOAS ESTÃO DESALOJADAS POR CAUSA DE CHEIA (FOTO: REDE AMAZÔNICA/ REPRODUÇÃO)

As chuvas ocorridas nos últimos dias também atingiram a zona rural do município de Pimenta Bueno. Várias pontes caíram, deixando algumas localidades isoladas. Estudantes que dependem do transporte escolar estão sem aulas porque não há condições de tráfego nas estradas vicinais. Toda essa situação fez com que o município decretasse situação de emergência.


“Não é só a população que foi atingida pela água e que sofreu as consequências da chuva, mas estradas, pontes e bueiros também foram prejudicados. Algumas pessoas e estradas estão isoladas. Os alunos não podem mais ir à escola. Por todos esses fatores resolvemos decretar situação de emergência”, afirma o representante da defesa civil de Pimenta Bueno Alcimar Pereira.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here