Cerca de 7 mil animais foram vacinados na campanha antirrábica de Ji-Paraná

0
7

A Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), realizou, no último sábado (2), a Campanha da Vacinação Antirrábica para cães e gatos, em 21 pontos de atendimento do primeiro distrito, alcançando um total de 6.872 animais imunizados.

Na campanha do Segundo Distrito, realizada no dia 18 de setembro, em 24 pontos de atendimento, foram vacinados um total de 10.176 animais. Há dois meses, de acordo com a diretora da UVZ, Vanda Aparecida Basso, já vem acontecendo a vacinação na zona rural.

 “A campanha rural vem acontecendo há dois meses, ainda estamos atuando nas áreas rurais, já alcançamos uma média de 5 mil animais vacinados. Todos os dias saem equipes para realizar vacinação na zona rural”, afirmou Vanda Basso.

Ainda de acordo com a diretora de Zoonoses, agora, a campanha vai seguir para os Distritos de Nova Londrina e Nova Colina e para as demais linhas rurais, que ainda não foram alcançadas, até que todas as áreas do município estejam cobertas pela vacinação antirrábica.

A Campanha de Vacinação Antirrábica se estende até março de 2022, para alcançar com êxito os objetivos. Para isso, serão criados pontos estratégicos de vacinação nos bairros dos dois distritos de Ji-Paraná.


A diretora da Unidade de Vigilância em Zoonoses de Ji-Paraná também detalhou que as datas e os locais de vacinação ainda estão sendo definidos e que, tão logo estejam acertados, a população será devidamente comunicada.

Em Ji-Paraná, há quase 20 anos que não se tem notificações da doença em humanos. Para que o país não volte a ter casos de raiva, que a vacinação nos animais é tão importante e necessária, a partir dos quatro meses de vida dos animais e a dose de reforço, uma vez ao ano.

A vacina antirrábica é de responsabilidade do Governo Federal, em âmbito Nacional, é uma questão de Saúde Pública para controle de zoonoses e erradicação da raiva animal, doença que pode ser transmitida aos humanos sem nenhuma chance de cura. A Prefeitura do Município tem a responsabilidade de vacinar os animais, por meio da UVZ.

Cinomose

Já a vacina contra cinomose canina, que é uma doença infectocontagiosa causada por um vírus que afeta cães, que costuma acometer filhotes que ainda não terminaram o esquema vacinal ou que não costumam receber o reforço anual da vacina múltipla (V6, V8 e V10).

A cinomose não afeta os gatos. Essa vacinação é de inteira responsabilidade do tutor do animal, que, com de 45 dias de vida, deve ser vacinado, vindo depois a segunda e a terceira dose, com intervalo de 21 dias entre as doses, além do reforço anual, garantindo a imunização total dos cães.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here