Casos de Aids em JPr estão aumentando de forma preocupante

0
68

O Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Rondônia vem registrando, consideravelmente, o crescimento de casos da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (HIV). De acordo com as estatísticas, á maioria dos doentes estão relacionados á jovens com idade entre 18 e 35.

Em Ji-Paraná, de acordo com a Coordenadora da Divisão de Epidemiologia, Emanuela Souza, os casos de Aids estão aumentado de forma preocupante. A divisão, ainda segundo a coordenadora trabalha com acompanhamento de pacientes, oriundos de 17 municípios da região central do Estado, totalizando 914 pessoas infectadas, sendo 70% dos pacientes se declaram residentes de Ji-Paraná. “A prevenção a forma mais segurança de evitar a contaminação. Ou seja, o uso da camisinha durante a relação sexual é muito importante”, alertou.

Para conter os casos, o Governo Federal através do Ministério da Saúde (MS) passou a orientar as secretarias dos estados e dos municípios a praticar um Procedimento Único para quem precisa da pílula Antiaids, recomendada para quem passou por uma situação de risco com vírus HIV.

Os registros envolvem não somente casos de HIV, mais também doenças consideradas sexualmente transmissíveis como: Sifilis, Hepatites Virais, Codilomas e HPV com mais de três mil pacientes atendidos.

A cada 15 minutos um caso de HIV é registrado no Brasil. Os números são divulgados pelo Ministério da Saúde, com base no relatório, que aponta que a maioria dos casos envolvendo pessoas de 25 a 39 anos, sendo até julho de 2016,  548.850 de Aids (homens) representando 65,1% das contaminações, contra 293.685 mulheres, 34,9% dos casos.


A taxa de detecção da doença no Brasil tem estabilizado nos últimos 10 anos, com média de 20,7 casos para cada 100 mil habitantes. Mais em números absolutos, os dados da UNAids, contraria, os divulgados pelo Ministério da Saúde, com crescimento de 3% no total de infecções a cada ano no Brasil.

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here