Casal que viajou a São Paulo está com suspeita de coronavírus em Porto Velho, confirma Sesau

0
17

A Secretaria de Saúde do Estado de Rondônia (Sesau), Fernando Máximo, confirmou, na manhã desta sexta-feira (31), duas suspeitas de infecção por coronavírus em Porto Velho, responsável pela morte de 213 pessoas na China.

Em uma coletiva de imprensa, o secretário informou que um casal, de 45 anos, que esteve no Estado de São Paulo e chegou a Porto Velho nos últimos dias, teve contato com um chinês em um táxi compartilhado no dia 20 de janeiro. “O primeiro a apresentar os sintomas foi o homem, no dia 26 e logo depois a mulher, dia 28. Eles disseram que o taxista estava tossindo bastante dentro do veículo”, esclareceu o secretário.

Fernando Máximo informou que foram realizadas coletas de sangue do casal nesta manhã, logo enviadas para um laboratório de Porto Velho. Outras amostras também serão enviadas para a Fiocruz, no Rio de Janeiro, com o prazo de sete dias para divulgação do resultado. “Com a manifestação da Fiocruz nós vamos saber se é coronavírus ou não”, disse Máximo. O casal já está recebendo tratamento em sua casa.

Possíveis pacientes que terão indicação de internação serão encaminhados para os hospitais de referência, caso necessário. O secretário acrescentou que o Ministério da Saúde foi informado sobre as duas suspeitas em Porto Velho e, que por enquanto, não há motivos para nenhum tipo de preocupação entre a população rondoniense.

Para ser considerado um caso efetivamente suspeito de coronavírus a pessoa tem que apresentar febre, tosse, falta de ar e ter contato com alguém que esteve na China recentemente, e que está apresentando os sintomas.


Em caso de suspeita, as pessoas devem procurar uma Unidade Básica de Saúde ou UPA do seu município. Dúvidas também podem ser tiradas ligando no 0800 642 5398 do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde CIEVs, em caso de suspeitas.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here