KELLY ERA MUITO ESTIMADA NA CIDADE (Foto/RUL)

Um casal de Ji-Paraná envolveu-se em um grave acidente na BR-364, na altura do km 417 da BR 364, a cerca de 7 km do perímetro urbano de Jaru. Ele, o policial da reserva da PM, Francisco de Assis Barbosa da Silva,de 46 anos, escapou com vida. Mas a esposa, Kelly Cristina de Santana Silva, de 45 anos, funcionária pública, morreu no local do  acidente. 

O CAMINHÃO ESTARIA TRAFEGANDO EM BAIXA VELOCIDADE QUANDO A S-10 COLIDIU EM SUA TRASEIRA

Francisco estava levando Kelly para uma consulta médica em Porto Velho. Segundo a PRF, no trecho do acidente, a S-10 do casal se aproximou de um caminhão que vinha de Goiânia e pretendia realizar entrega de uma carga de melancias na capital. Ele estaria trafegando em baixa velocidade devido aos buracos na pista, quando seu condutor percebeu que a caminhonete havia colidido na traseira do seu veículo e depois ainda continuou raspando no caminhão por mais alguns metros parando no meio da rodovia.

Com a colisão, a parte dianteira da caminhonete ficou destruída e mulher ficou presa às ferragens. O Corpo de Bombeiros foi solicitado para prestar os primeiros socorros às vítimas, mas ao chegar ao local constatou que a passageira já havia falecido.

Momentos depois, os bombeiros conseguiram retirar o corpo da vítima do interior da caminhonete. O policial, que conduzia a caminhonete, sofreu apenas algumas leves escoriações pelo corpo, enquanto o motorista do caminhão não sofreu ferimentos.

A Perícia Técnica compareceu até o local e após realizar os trabalhos investigativos, o corpo da mulher foi liberado a uma funerária de plantão. A PRF controlou o fluxo de veículos na rodovia e até a manhã desta quinta-feira, o trânsito na localidade permaneceu interditado até a retirada da caminhonete da pista.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here