A Prefeitura de Ji-Paraná avisa que já deu início à distribuição dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). O trabalho está sendo feito pelos Correios que tem como previsão entregar todos os talões até o dia 28 de abril.

A Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz) informa que emitiu 55 mil talões para este ano. Se o cidadão não receber o documento em casa até a data do seu vencimento (10 de maio), deverá procurar a Gerência de Arrecadação na Subprefeitura, localizada na Avenida Brasil, esquina com T-18, bairro Nova Brasília, no Segundo Distrito da cidade.

Outra opção oferecida ao contribuinte é gerar e imprimir o boleto pelo site da Prefeitura, clicando AQUI e acessando em seguida o item Imobiliário. O cidadão deverá ter em mãos o seu número de cadastro municipal.

O imposto poderá ser parcelado em até oito vezes, com parcela mínima de R$ 65 ou quitado a vista com desconto de 10%.  Pessoas com deficiência, viúvas e idosos com mais de 65 anos de idade são isentas do pagamento do imposto. Quem deseja obter esta condição deve fazer o pedido junto à Gerência de Arrecadação do município, no prédio do Palácio Urupá, no Primeiro Distrito. Importante frisar que o benefício só pode ser concedido a pessoas com renda de até três salários mínimos mensais e morar no imóvel tributado.

QUEM NÃO PAGAR SERÁ INSCRITO NOS CADASTROS DO SERASA E DO SPC

Segundo o secretário municipal de Fazenda, Luiz Fernandes Ribas Motta, a população deve manter o pagamento do imposto em dia, pois é uma das principais fontes para que a cidade obtenha melhorias.  “Hoje, devido à grande inadimplência, na cidade mais de 60% das pessoas deixam de pagar IPTU. Essa parcela da população desconhece a importância do IPTU para cidade. Temos em Ji-Paraná diversas obras em andamento que precisam dos recursos do IPTU.  Somente na educação são dez escolas em construção e na Saúde são mais sete obras importantes”, destacou o secretário.


Outra informação prestada pelo secretário  é quanto a inscrição em dívida ativa. “Quem não pagar o IPTU até o prazo definido pela prefeitura terá o nome inscrito no cadastro do Serasa e SPC e posteriormente inscrito em dívida ativa do município”, concluiu Mota.

 



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here