A comitiva integrada por jornalistas e empresários, que saiu de Porto Velho, está a caminho de Humaitá, no Amazonas. A viagem deve se estender até o próximo final de semana. A caravana conta com o apoio da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, que fará a segurança.

A missão tem o foco de mostrar a realidade da BR-319 pelo viés jornalístico, levando em conta que a rodovia está esquecida há mais de 20 anos, mesmo sendo a única possibilidade de ligação, via terrestre, de Manaus com o restante do Brasil. A estrada também é importante para os produtores dos estados que circundam o Amazonas, dentre eles Acre e Roraima. Atualmente, a BR-319 vive envolta aos embargos da Justiça Federal, através de intervenções do Ministério Público Federal junto ao DNIT e o Ibama. Aos poucos, vários trechos da rodovia estão sendo recuperados, mas sua abertura integral ainda é uma incógnita.

O presidente do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de Rondônia (Sertero), Antônio Luiz Campanari, comentou sobre a importância da comitiva, argumentando que a rodovia é a única que liga Porto Velho e Manaus. “Esta é uma viagem simbólica, pois as matérias terão a versão dos jornalistas. Nós vamos olhar para a estrada e saber se foram retomadas as obras e é lógico que teremos o acompanhamento do Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, todos gentilmente cedidos pelo Estado para nos acompanhar até Manaus. Não podemos pensar no Brasil sem que ligue Manaus ao resto do Brasil, e Porto Velho é a cidade mais próxima”, disse Campanari.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here