O PRESIDENTE DA AGERJI, CLEDERSON VIANA ALVES, FALA À TV JI-PARANÁ SOBRE O ASSUNTO

A segunda etapa do processo de interligação da adutora sob a ponte do rio Machado, em Ji-Paraná, está programada para ocorrer hoje, quinta-feira (6), interrompendo parcialmente o abastecimento de água no Segundo Distrito  durante todo o dia. As unidades de saúde e escolas serão assistidas com caminhão pipa se for necessário.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Município de Ji-Paraná (Agerji) enviou um aviso de Interrupção de Abastecimento de Água à redação do Repórter RO. O texto alerta  que na Parte Alta do II Distrito, das 06 h até as 18h, a Caerd interromperá seus serviços para a segunda fase de interligação da adutora de 500 mm, na cabeceira da Ponte sobre o Rio Machado, no I Distrito.

Na mesma nota, a AGERJI frisa que estará acompanhando e monitorando todo o procedimento desde o seu início até a sua conclusão e mantendo a população informada. Atenciosamente, Clederson Viana Alves – Diretor Presidente AGERJI

Segundo a Caerd a execução da obra de infraestrutura faz parte do planejamento técnico da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd), que foi dividido em três partes com objetivo de garantir o fornecimento regular de água.

A primeira interligação ocorreu com sucesso no mês de abril no lado esquerdo da ponte sob o rio Machado, no 2º Distrito. Nesta segunda parte, a conexão da adutora ocorrerá no mesmo lado, porém no 1º Distrito.


A última etapa, ainda sem data definida, deverá ocorrer no trecho entre as ruas Dr. Fiel e José Geraldo até à rua Mário Andreazza (antiga rua T-1), nas proximidades da avenida Maringá.

Atualmente, a Caerd abastece os pontos comerciais e domiciliares utilizando a antiga adutora de 300 milímetros, que é de baixa vazão do líquido transportado e não recebeu manutenção regular e adequada desde que foi instalada há três décadas. “A substituição das adutoras ocorre gradativamente e é fundamental para que a população seja mais bem assistida”, disse o superintendente da Companhia em Ji-Paraná, Denivaldo Lopes.

“A exemplo da outra etapa, vamos acompanhar de perto a execução do serviço”, disse o presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Ji-Paraná (Agerji), Clederson Viana, ressaltando que “a interrupção momentânea no fornecimento de água é necessária”.

O serviço é parte do planejamento de expansão de água tratada da cidade por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que também prevê a construção de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) na sede da companhia.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.