BOLSONARO DURANTE CARREATA NA CEILÂNDIA E TAQUATINGA. Foto: Sérgio Lima/Poder 360

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, não apresenta febre nem sinais de infecção, e seu estado de saúde continua estável, de acordo com boletim médico divulgado na manhã deste sábado (15) pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

A equipe médica afirma ainda que, 60 horas após a última cirurgia, o candidato do PSL permanece internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e recebe tratamento para evitar que tenha trombose. Hoje, ele  deve continuar com as sessões de fisioterapia iniciadas no dia anterior, incluindo exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular.

O boletim é assinado pelos médicos Antônio Luiz Macedo, cirurgião que coordena a equipe de atendimento a Bolsonaro, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique e pelo diretor superintendente do Einstein, Miguel Cendoroglo. Eles não fizeram previsões oficiais sobre quando o candidato deve ter alta .  Na véspera, pelo Twitter, Bolsonaro brincou com seus seguidores, fazendo um cometário sobre as sessões de fisioterapia. “Espero estar apto a fazer flexões em breve”, afirmou.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.