Biden é eleito o 46º presidente dos EUA, segundo projeção da CNN

0
36
Candidato democrata à Presidência dos EUA, Joe Biden 05/11/2020 REUTERS/Kevin Lamarque

Depois de quase quatro dias de apuração de votos nos Estados Unidos, foi, enfim, possível saber quem venceu as eleições presidenciais americanas. Neste sábado, o candidato democrata Joe Biden conseguiu os 270 votos para ser eleito o 46º presidente dos EUA no colégio eleitoral. Mas agora deve começar o processo legal de recontagem de votos impetrado pelo presidente Donald Trump, do Partido Republicano em alguns estados onde a diferença foi de menos de 1% entre os candidatos.

Na projeção da CNN americana, Biden conquistou vitórias na Pensilvânia e em Nevada, o que garantiu o acréscimo de 26 delegados, dando um total de 279. Os estados de Geórgia, Alasca, Carolina do Norte e Arizona ainda prosseguem com a apuração.

De acordo com as apurações parciais em estados-chave, além de cálculos estatísticos e demográficos sobre a proporção de urnas ainda não apuradas, já não é mais possível para o presidente Donald Trump chegar a 270 delegados no colégio eleitoral.

Biden conquistou a vitória em Michigan e Wisconsin, dois estados cruciais para chegar à vitória, na tarde de quarta-feira (4). Em ambos a apuração está praticamente concluída. Na sexta (6), Biden ultrapassou Trump na Geórgia e na Pensilvânia, confirmando neste sábado (7) a vitória neste último.

A indefinição deve se arrastar para os tribunais. Ao longo da semana, o presidente Donald Trump apresentou ações judiciais em diversas instâncias da Justiça americana questionando a contagem e acusando fraude na contabilidade de votos enviados pelo correio.


A recontagem em parte dos estados onde a margem entre os candidatos for inferior a um ponto percentual deve acontecer, operação que deve demorar uns dez dias. Na Geórgia, a recontagem é provável diante da perspectiva de vitória de Biden por menos de 0,5 ponto percentual. Mas, isto não afeta o resultado global do pleito americano, que deu a vitória a Joe Biden.

A litigância da parte de Trump ainda deve aumentar. Na noite desta sexta-feira, o presidente foi às redes sociais dizer que o adversário não deveria se autoproclamar presidente uma vez que “os processos estão só começando”.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here