A ANM (Agência Nacional de Mineração) informou nesta 2ª feira (20) que o rompimento do talude do complexo da Mina de Gongo Soco, da Vale, no município de Barão de Cocais (MG), deve acontecer até o próximo sábado (25). A barragem é do mesmo tipo da que se rompeu em Brumadinho, em 25 de janeiro.

Caso haja rompimento da barragem, a ANM avalia que a onda de inundação chegaria em Barão de Cocais em cerca uma hora. A zona de auto salvamento – área onde não é possível realizar resgate imediato pela Defesa Civil – já foi evacuada desde fevereiro.

A Defesa Civil de Minas Gerais fez um mapeamento da área que pode ser atingida em caso de rompimento da barragem e dos pontos de encontro a serem utilizados pelos moradores da Zas.

Após os alertas, Barão de Cocais é o município com o maior número de casas evacuadas. A evacuação teve início no dia 8 de fevereiro quando a barragem Sul Superior atingiu o nível 2 e as famílias foram levadas para quartos de pousadas e hotéis custeados pela Vale.

SEGUNDO A AGÊNCIA, que interditou o complexo na última 6ª feira (17), o talude norte da cava de Gongo Soco estava se deslocando 10 cm por ano desde 2012, um deslocamento aceitável dada a dimensão da estrutura. No entanto, desde o fim de abril, a velocidade do deslocamento aumentou para 5 cm por dia.


“Se esta aceleração continuar, o rompimento do talude pode acontecer entre os dias 19 e 25 de maio”, alertou. De acordo com a ANM, dados da agência já indicam que, desde domingo (19), a velocidade de deslocamento do talude havia chegado a 7 cm por dia.

A agência já havia notificado a Vale e determinado que a empresa tomasse uma série de providências emergenciais, entre elas:

  • a suspensão imediata do tráfego do trem de passageiros no trecho do viaduto localizado a jusante [fluxo normal da água de um ponto mais alto para um ponto mais baixo] da cava;
  • o monitoramento por vídeo em tempo real das barragens;
  • a apresentação de estudo de comportamento da possível onda gerada pelo rompimento do talude norte.

.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.