Artistas e produtores culturais de JPr discutiram DEMANDAS importantes em fórum

0
24

Desenvolver projetos e trabalhos culturais com o intuito de trazer para o município mais investimentos públicos através de inscrições e participação de editais voltados ao financiamento de produções literárias, eventos musicais, peças teatrais, danças, artes plásticas, produções de documentários, dentre outras atividades que fomentem os diversos aspectos culturais no município.

Com esse objetivo, foi promovido no último final de semana, pela Prefeitura de Ji-Paraná e Fundação Cultural, o Fórum Municipal de Cultura, que contou com a participação de artistas e produtores culturais da cidade.

Dentre as demandas colocadas como metas está a necessidade de efetivação do Fundo de Desenvolvimento da Cultura (FEDEC), que já foi aprovado pela Assembleia Legislativa, mas que depende agora de efetivação pelo Governo do Estado.

Segundo o que foi exposto durante o Fórum, no ano de 2015, a Assembleia Legislativa do Estado aprovou Lei Estadual que garante repasse de recursos do Governo do Estado para serem utilizados em projetos culturais nos municípios de Rondônia. A lei prevê o repasse de 0,5% da receita do Estado para a Cultura através do FEDEC. 

Essa é uma das principais reivindicações da classe cultural. “O Fundo foi implantado em 2015, porém, até agora o Governo de Rondônia não realizou nenhum repasse aos municípios. Vamos reativar os Conselhos de Cultura e iniciar a coleta de assinaturas para auxiliar as autoridades no cumprimento da lei”, ponderou Keila. Os recursos oriundos do FEDEC vão financiar as atividades da classe artística, e assim fomentar as atividades culturais em todo o Estado.

O fórum definiu ainda a continuidade do curso de formação voltado a capacitação de artistas e produtores com técnicas de planejamento, desenvolvimento de projetos, orçamento e custos, prestação de contas e legislação para captação de recursos através de diversos editais de financiamento público voltados para desenvolvimento da cultura no âmbito estadual e nacional.

Outro ponto importante ressaltado pelos participantes é que a realização do Fórum Municipal Cultural seja realizado anualmente, como forma de o Poder Público conhecer as principais demandas da classe e com isso consiga desenvolver políticas culturais mais efetivas na cidade.

O Fórum Municipal de Cultura serviu também para apresentação do calendário cultural, bem como prestar conta de todo trabalho desenvolvido pela Fundação Cultural de Ji-Paraná que atende na formação básica em música, teatro, balé, artesanato e artes plásticas, além da formação de técnicos e produtores culturais.

“Ji-Paraná hoje é uma das principais referencias em fomento de atividades culturais em Rondônia. Nós, enquanto entes públicos, queremos continuar nesta crescente e para isso estamos chamando nossos artistas e produtores culturais para discutir e construir juntos ações que promovam ainda mais nossa cidade no cenário cultural”, informou Keila Barbosa, presidente da Fundação Cultural.

O Fórum teve como mediador e palestrante, Fabiano Tertuliano de Barros, pernambucano que vive em Porto Velho desde 1999, com graduação em Letras, licenciado em Artes Cênicas e especialista em Gestão Cultural pelo Senac. Fabiano coordenou a elaboração do Plano Estadual de Cultura de Rondônia, implantando o programa de editais para o setor.

Ainda não há comentários, seja o primeiro.