Área do Centro de Prevenção do Câncer em Ji-Paraná recebe visita técnica

0
75

A Fundação Pio XII, mantenedora do Hospital do Amor, que irá construir em Ji-Paraná, o primeiro Centro de Prevenção do Câncer e Reabilitação de Doenças Raras, realizou na manhã desta sexta-feira (29), uma visita técnica na área onde a obra será edificada.

A construção já possui recursos garantidos no valor de R$ 30 milhões de emendas destinadas pela deputada federal Silvia Cristina, sendo R$ 20 milhões de suas emendas de bancada individuais e R$ 10 milhões de recursos extras, também garantidos pela deputada.

O centro será instalado numa área de 10.600 m², localizada próximo ao residencial Colina Park, no primeiro distrito. No local, serão atendidos pacientes de todo o Estado de Rondônia e até de outros Estados da Região Norte, com todos os tipos de exames e procedimentos preventivos para detectar a doença. Já o centro de reabilitação será especializado em doenças raras, Acidente Vascular Cerebral (AVC), Câncer e outros traumas. Todo atendimento será gratuito.

Ontem, os engenheiros Marcelo Ferreira, Antônio Augusto e João Braga vistoriaram a área com a intenção de iniciar a elaboração do projeto. A visita foi acompanhada pelo prefeito de Ji-Paraná, Marcito Pinto (PDT), pelo secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Cleberson Littg Bruscke, e pelo empresário, Luís Bernardi.

A Prefeitura de Ji-Paraná irá realizar a limpeza do local e a terraplanagem. Marcito determinou que a área seja preparada visando agilizar o andamento do projeto. “É um benefício importante para sociedade e a prefeitura irá fazer sua parte realizando todos os serviços de preparação do terreno e as delimitações das infraestruturas urbanas que forem necessárias”, enfatizou.


A deputada Federal, Silvia Cristina (PDT), enfatizou que a construção deste centro só está sendo possível graças a união de forças de inúmeros colaboradores, ligados ao Poder Público e também à iniciativa privada. Silvia agradeceu especialmente ao empresário Luis Bernardi que doou a área e ao prefeito municipal pelo apoio colocando as secretarias do município à disposição dos técnicos do Hospital do Amor.

A deputada lembrou ainda que, hoje, Rondônia já possui tratamento sendo realizado em Porto Velho, porém, existe a necessidade de se ter um local especializado para realização dos procedimentos e exames para detectar a doença.  “Essa necessidade será suprida com a construção deste centro de diagnóstico, uma vez que todos esses procedimentos serão realizado em Ji-Paraná”, ressaltou Silvia



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.