Aos 66 anos morre o historiador e economista Anísio Gorayeb, vítima da covid-19

0
6

Morreu na noite deste domingo (21) no Cemetron, em Porto Velho, o historiador, economista, jornalista e memorialista Anísio Gorayeb Filho, aos 66 anos. Ele estava internado com Coronavírus desde o último dia 7 de março, teve sérias complicações, ficou intubado, e, por fimj, teve uma parada cardíaca. O anúncio da morte foi feito por familiares e amigos pessoais, entre eles o jornalista Marcelo Régis.

O quadro de Anisio teve melhora nos últimos dias, quando ele foi desentubado, mas piorou no final de semana. No final da tarde o médico Victor Sadeck Filho pediu orações e uma hora depois também confirmou a morte do amigo.

Funcionário público estadual desde 1983 ele exerceu diversos cargos no Estado, no município de Porto Velho e no Governo Federal. Ultimamente trabalhava na Prefeitura da Capital e na Rádio Rondônia FM. Anísio Gorayeb nasceu em Porto Velho e havia completado 66 anos no último dia 15.

NOTA DO GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA

É com profundo pesar que o Governo de Rondônia manifesta suas condolências pelo falecimento de um ilustre filho de Porto Velho: o historiador, economista, jornalista e memorialista Anísio Gorayeb Filho, aos 66 anos. De tradicional família, ele se despediu da vida na noite deste domingo (21).

Dedicado servidor público, ele fez parte da família governamental, com notável dedicação à cultura, educação e à saúde pública, áreas em que atuou com desenvoltura, exercendo o cerimonial e narrando histórias com muito humor e alegria, sendo essas as suas características marcantes.


Anísio Gorayeb, carinhosamente  conhecido no meio jornalístico por Anisinho, deixa o legado da transmissão da história de Rondônia à população, especialmente a estudantes de diversas escolas que tiveram a alegria de ouvi-lo narrar, detalhadamente, os dois períodos territoriais e a formação do novo Estado de Rondônia.

Aqueles que tiveram a oportunidade de assistir às suas palestras, aprenderam muito a respeito do passado rondoniense e nunca ficaram sem resposta a qualquer questão, pois Anísio era de fato uma enciclopédia.

Nestes tempos delicados vividos por nós todos desde março de 2020, o Governo de Rondônia lamenta profundamente as enormes perdas em seus diversos quadros de servidores. Com o adeus a Anísio Gorayeb, uma vez mais vivenciamos a dor da orfandade histórica e cultural, porque era exatamente isso que o nobre memorialista respirava no dia a dia.

Uma grande pessoa sempre alegre, assim se apresentava Anísio Gorayeb, um apaixonado pelo que fazia em auditórios, emissoras de rádio e na televisão, fazendo este Estado vibrar por todas as conquistas populares e governamentais, e encontrar os melhores caminhos para cumprir sua trajetória amazônica.

À família de Anísio Gorayeb, aos seus amigos, a Porto Velho e a todo Estado, o Governo de Rondônia deixa as  condolências neste momento tão difícil. Que Deus Pai o acolha, abençoando a sua família e confortando-a pela ausência do querido e ilustre filho.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here