Afinal, qual o jeito correto de se pronunciar: Ro[rái]ma ou Ro[rãi]ma?

0
134

As duas formas são aceitas, em tese. É que, segundo os linguistas, as regras sonoras de uma palavra são, em grande parte, regidas pela língua falada, o que acaba influenciando demais na pronúncia do dia a dia e, muitas vezes, é  até incorporada pelos dicionários.

Com relação à pergunta desta edição da nossa coluna, o que se observa na língua portuguesa falada no Brasil é que as sílabas tônicas que vêm antes de consoantes nasalizadas como o “m” ou o “n”, também se nasalizam. É o caso de cama, que a gente diz [cã]ma e de banana, que segue o mesmo raciocínio e vira ba[nã]na.

No caso de Roraima, a sílaba “problemática” (“ra”) é tônica e vem antes do “m”. Ok, mas aí entra em cena o “i”, que acaba com a  regra da nasalização citada acima. A mesma coisa acontece com o nome próprio Jaime: a maioria das pessoas não nasaliza a sílaba “Ja”

Então, fique tranquilo: se você sempre falou “Ro[rái]ma”, siga em frente,  porque é a pronúncia mais correta do ponto de vista gramatical. E você ainda não pagará de turista, porque, afinal, os moradores do estado adotam esta maneira. Mas, se você insiste em ficar com Ro[rãi]ma não fique tão preocupado, porque é a tal língua falada que vai emprestando as formas  exercitadas todos os dias por grande parte dos brasileiros e que vai se impondo pouco a pouco.

(*) Marcos Lock é jornalista profissional com licenciatura em Letras/Português pela Universidade Federal de Rondônia


Se você tem alguma dúvida pode encaminhar para o whatsapp 9.9328-1521 ou pelo e-mail colunapontoevirgula@gmail.com, que procuraremos responder com o maior prazer.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here