Durante 30 dias muitas ações aconteceram alusivas ao Maio Amarelo, em Ji-Paraná, dedicado à reflexão sobre os efeitos dos acidentes de trânsito na sociedade atual mês do trânsito. Neste período mais de 15 mil pessoas acompanharam diretamente às atividades realizadas pela Divisão de Educação de Trânsito (Diveduc) do Detran RO.

Foram nove palestras em presas privadas, 11 em escolas públicas, quatro em creches do município, cinco participações em entrevistas de rádio e TV, duas palestras em igrejas, 11 intervenções urbanas, quatro dias seguidos na Rondônia Rural Show, e ainda, caravanas com crianças e adolescentes para cinemas com mais de 4,5 mil pessoas. 

De acordo com Ivete Alves, coordenadora da Diveduc de Ji-Paraná, o êxito pleno de mais esta edição do Maio Amarelo em Ji-Paraná somente foi possível em decorrência da união da equipe de servidores que compõem o departamento e dos diretores da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), Antônio Lira Borges e da Unidade de Atendimento do Detran de Nova Brasília, Epaminondas Macedo (Nondas).

“Sem dúvida alguma, conseguimos executar todas as atividades, procurando levar as noções de um trânsito mais humano, não somente as repartições públicas mais também nas empresas privadas”, declarou.

“Se conseguir levar nossas mensagens para a prática de ao menos 10% do público alvo, já podemos afirmar que teremos o  restante do ano com menos vítimas nas ruas, avenidas, rodovias e estradas da nossa região. Significa também que teremos menos mortes em consequência de acidentes”, afirmou a educadora de trânsito, Marta Luna.




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here