Um ofício assinado por dirigentes do Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal (HEURO) expôs o colapso na unidade de saúde regional. O documento foi endereçado ao promotor de Justiça Marcos Ranulfo Ferreira e aos presidentes do Conselho Regional de Medicina (CREMERO) e do Sindicato Médico de Rondônia, 

O texto revela que o combate à Covid-19 impôs um déficit dramático de profissionais trabalhando na instituição. “Frisamos que estamos passando por um momento de colapso referente à falta de profissionais para atendimento da população, pois nossas escalas estão desfalcadas e os que estão aptos a trabalhar estão sobrecarregador”, diz o documento assinado por João Henrique Paulo Gomes, Alex Sebai da Silva, Pedro Tércio Maia e Danilo Cardoso.

Assinado no dia 20, o ofício revela, ainda, que nesta quarta-feira (22) e em dias anteriores, o HEURO ficou sem plantonistas e sem médicos para cobertura na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Veja a seguir cópia dos documentos:




CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here