DO ALTO É POSSÍVEL DIMENSIONAR O ESTRAGO: AS DUAS PISTAS FORAM ATINGIDAS, PARALISANDO COMPLETAMENTE O TRÂNSITO NO LOCAL

Contratada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a empresa LCM Construção e Comércio já deu início hoje, quinta-feira (7), pela manhã, aos serviços emergenciais na BR-364, na cabeceira da ponte sobre o Igarapé Andirá, localizada no km 464 da BR-364, em Cacaulândia. O trecho de 9 metros de largura cedeu na quarta-feira à noite, devido a fortes chuvas em toda a região.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que a empresa faz aterramento no encabeçamento da ponte (enrocamento de pedra), viabilizado pela proximidade de uma pedreira. De acordo com o DNIT, o 5º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército (BEC) está apoiando o órgão e iniciou avaliação e o reconhecimento do trecho para a execução de ponte metálica, “utilizada para atender rapidamente emergência e restabelecer o tráfego.

A CRATERA ABERTA PELA ÁGUA TEM NOVE METROS DE COMPRIMENTO E ATINGIU AS DUAS PISTAS

A PRF emitiu nota informando que as empresas de ônibus que atuam nas estradas de Rondônia suspendam as viagens que dependem do tráfego no local. O DNIT reforça que a população não deve prosseguir viagem pelo trecho afetado e já enviou ao local equipes das unidades de Ji-Paraná e Ariquemes para interromper o tráfego e realizar a sinalização a fim de impedir o fluxo.

O DNIT informou, ainda, que até o fim do dia apresentará cronograma para execução dos serviços necessários até a liberação definitiva do tráfego. Veja mais fotos do andamento dos trabalhos fornecidos pela Assessoria de Comunicação da Polícia Federal Rodoviária:



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

Ainda não há comentários, seja o primeiro.