Fiero debate impactos na construção civil em RO

0
177

A reforma trabalhista tem sido um dos temas atuais mais debatidos no País. Por sua relevância e pelo interesse dos empresários de todos os segmentos produtivos, a Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) e o Sindicato da Construção Civil de Rondônia (Sinduscon-RO) realizarão nesta sexta-feira, dia 21, às 17h, no auditório do sindicato, encontro para debater o tema os impactos da reforma trabalhista na construção civil do estado. Como parte da programação será apresentado o Programa de Apoio à Competitividade das Micros e Pequenas Indústrias (Procompi) Construção Civil.

A palestra sobre a reforma trabalhista será ministrada pelo superintendente da Fiero, Gilberto Baptista. Ele explica que as inovações introduzidas pela Reforma Trabalhista flexibilizam a contratação do trabalhador, adequando aos interesses das partes patrão e empregado. “Espera-se que, na prática, haja abertura de novas vagas de emprego e favoreça o crescimento dos setores produtivos e incremento da economia como um todo”, disse.

Segundo o coordenador de Soluções em Tecnologia e Inovação Sesi-Senai-RO, Walter Pinheiro Rodrigues, o Procompi contempla ações como a sensibilização e mobilização do setor produtivo, pesquisa e diagnóstico situacional das empresas, treinamentos e consultorias, visitas técnicas e assessoria orientada, participação em missão empresarial e intercâmbio setorial. O evento integra as ações do projeto de fortalecimento do setor da construção civil com vista à competitividade.

De acordo com Antonio Rocha Guedes, da Coordenação Projetos Inovação/Procompi-Fiero, ao reeditar o Procompi-Construção, pretende-se levar consultorias nas áreas de gestão da produção, gestão da qualidade, gestão ambiental e, principalmente, inserir as empresas no contesto do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat, como requisito essencial para adequação a novas exigências de mercado e melhoria de competitividade.



CURTA/SIGA/ACOMPANHE-NOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here